Pablo Gonçalves – WRITER

Pablo Dimas Gonçalves Guardiano

Entrevista com o escritor Pablo Dimas Gonçalves Guardiano —

 

1. Quem é você e o que você faz?
Eu me chamo Pablo Dimas Gonçalves Guardiano, tenho 15 anos de idade, nasci em 17 de Setembro de 2003, na cidade de CubatãoSão PauloBrazil, e estou cursando o 9º ano do Ensino Fundamental na escola Prof Dr Luiz Pieruzzi Netto. Este ano terei a oportunidade de publicar algumas de minhas histórias, em mais um livro de coletânea de textos, com outros colegas. O gênero será “Diário” e o lançamento será no final deste ano. Escrevo minhas histórias em cadernos e ao longo do tempo pretendo publicá-las em obras individuais.

2. Por que escrever?
Eu escrevo porque essa foi a forma que encontrei para me expressar e mostrar as minhas criações e os meus pensamentos ao mundo.

 

 

3. Qual é a sua lembrança mais antiga de querer ser uma escritor?
A lembrança mais antiga de querer ser um escritor foi por volta dos meus nove anos, no terceiro ano, quando eu e minha classe inteira, auxiliados pelo meu professor, escrevemos um livro chamado “O Livro das Origens”, e o publicamos pela Editora Casa do Novo Autor.

4. Quais são seu assunto favorito (s) e estilo (s)?
Quanto ao gênero de minha preferência, o terror sempre chamou a minha atenção, também gosto de historias que remetem à Segunda Guerra. Assim, o meu estilo favorito é o terror, nunca encontrei outro tema em que eu me encaixasse tão bem.

5. Como é que você trabalha e aborda o seu assunto?
Sempre quando escrevo sobre um determinado assunto, eu costumo pesquisar muito sobre ele. Vejo como o assunto é abordado e quais formas já foram usadas, para que eu não repita a mesma fórmula quando for escrever.

 

“It” A Coisa

 

6. Quais são as suas obras favoritas escritas, escritores?
As minhas obras favoritas são “Coraline,” de Neil Gaiman, “Clube da Luta,”  de Chuck Palahniuk  e “It,” de Stephen King, que é o meu autor preferido.

 

 

 

7. Quais são as melhores respostas que você teve ao seu trabalho?
As melhores respostas que tive graças ao meu trabalho, foi que hoje eu escrevo muito melhor, além de exercer a minha criatividade.

8. O que você gosta sobre o seu trabalho?
Gosto das historias que escrevo, e como consigo passar elas para o papel, que não é uma tarefa muito fácil.

 

Pablo é um rapaz reservado, pacato e muito observador. É dotado de uma capacidade de concentração invejável. Escreve de forma regrada e consegue, através de suas histórias, captar a atenção do leitor. Seus textos são permeados de detalhes que conferem tonicidade às suas narrativas. Ele consegue, através de uma organização ímpar, estruturar seus textos de forma peculiar, intercalando fatos e ficção. Tem considerável domínio das convenções ortográficas e gramaticais e, por ser um leitor proficiente, o vocabulário que utiliza é vasto. Usa os elementos de coesão e coerência de forma bastante natural. Ele tem um futuro brilhante no caminho da literatura. Com a vontade que ele demonstra em aprimorar seus conhecimentos, não tenho dúvidas de que, em breve, publicará seus escritos de forma independente.

— Professora Daiane do Amaral Rabelo

 

9. Que conselho você daria para outros escritores juvenis?
Eu direi qual foi o conselho que eu segui: Escreva muito e leia muito. Assim saberá como escrever um livro corretamente.

10. Onde você se vê daqui a 05/10 anos?
Daqui a 5 ou 10 anos, me vejo escrevendo todas as histórias que estão em minha cabeça e as que ainda virão. Espero ter me casado e, talvez, tido um filho e, assim, a última coisa da lista a seguir seria plantar uma árvore.

 

 

Pablo Dimas Gonçalves Guardiano

 

LINKS —

Facebook:  https://www.facebook.com/pablo.dimas.35

 

 

 

Edmundo Cavalcanti

Edmundo Cavalcanti

 

Edmundo Cavalcanti é nosso colunista de artes para Arts Illustrated em São Paulo, Brasil.